Não é raro ver músicos que nunca precisaram olhar pra tela de um computador. Eu nunca consegui desgrudar do mundo digital e creio que muitos aqui também não. O interessante é que, conforme os tablets e smartphones evoluíram em poder bélico, aplicativos muito interessantes começaram a aparecer na Play Store para auxiliar músicos fissurados pelo mundo binário, ao passo que, hoje, não ficamos tão atrás dos iTrecos em matéria de aplicativos musicais. Neste post, pretendo mostrar o porquê sem cair naqueles conteúdos numéricos chatos e cansativos do tipo "As 50 melhores maneiras de se fazer cinco coisas legais duas vezes ao dia". A ideia aqui é mostrar como você pode digitalizar suas ferramentas musicais e as colocar no bolso daquela velha bag do seu instrumento.

Ah! Mas nada é mais gracioso do que o som de um metrônomo mecânico...

Bom, eu concordo, mas, pelo preço de um cachorro-quente na chapa você consegue um metrônomo com groove! É muito bacana e ainda deixa um espaço livre pra você colocar mais tranqueiras na sua bag. (Sem contar que é bem mais barato que um metrônomo mecânico.)

O grande trunfo desse aplicativo é a presença de vários ritmos e a possibilidade de configurar o groove para cada um deles, é uma excelente ideia com uma excelente execução, ou seja, uma ótima compra (e não fará mal ao coração como aquele cachorro-quente).

Mas meu metrônomo é digital e tem afinador também...

Sem problemas! Entre na Play Store agora e leve inteiramente grátis e sem nenhum custo adicional o excelente gStrings. É um afinador muito simples e funcional cujo único ponto negativo é o preço da versão sem anúncios (o preço dele é muito alto só pra retirar os anúncios e acabei optando por remover as propagandas do Android). Claro que para algumas situações (como em um show, onde não podemos contar com um ambiente silencioso para afinarmos nossos instrumentos) ele não servirá, mas, para quem dá aulas ou toca em casa (para o terror dos vizinhos) é uma ótima pedida e economiza um espacinho a mais.

Blá, isso é pouco espaço perto das minhas partituras...

Nesse aspecto ainda estamos um pouco capengas, mas dá pra fazer alguma coisa. Eu costumo fotografar as partituras e as coloco no tablet pois os programas de edição ainda não me convenceram. Um deles, no entanto, apresentou uma proposta no mínimo excepcional: o NotateMe.

O NotateMe funciona como um reconhecimento de escrita. Você tem o famoso pentagrama (musical, por favor) pronto para ser rabiscado e um excelente reconhecimento de escrita é feito para converter seus garranchos. O grande barato é a possibilidade de tocar a partitura e exportar em formato MusicXML, possibilitando trabalhar a partitura exportada em programas Desktop como o Finale.

O preço é um tanto salgado e o aplicativo precisa reconhecer algumas coisas (coda e amigos, por exemplo) para ser uma solução definitiva para tablets, mas existe a versão gratuita com algumas limitações (nenhuma delas, porém, quanto ao reconhecimento de escrita) e que pode ser uma grande ajuda pra quem precisa escrever alguma ideia, exercício ou até mesmo uma composição simples. A promessa da empresa é de trazer o reconhecimento de partituras impressas e digitalizadas para o aplicativo (mas como uma in-app purchase). É um excelente aplicativo para se ter no seu Android, mesmo a versão gratuita.

Se você não possui um tablet com caneta stylus, pode tentar outros aplicativos como o Ensemble Composer ou o Music Score Pad. São aplicativos bem legais, mas eu me senti mais confortável usando o NotateMe.

Apesar de muito bons, eu ainda não acho que esses aplicativos possam substituir uma partitura em uma apresentação (mais por questões práticas relacionadas à quantidade de páginas), mas são ótimos diferenciais para outras ocasiões (estudo, principalmente).

E pra quem não sabe ler partituras muito bem?

Então um chute no traseiro empurrãozinho do Music Tutor é uma boa opção. É uma espécie de jogo educativo onde você pode treinar a leitura das notas, a escrita delas e o reconhecimento das armaduras de clave. O formato de jogo é muito legal porque incentiva o uso do aplicativo. Eu melhorei muito a leitura com o chute empurrão dele.

Outro aplicativo que se encaixa muito bem em aprendizado é o Perfect Ear. Ele também conta com o formato de jogo do Music Tutor, mas é voltado para a percepção musical e conta com uma boa gama de exercícios. Vale a pena tentar. (Recentemente surgiu a segunda versão dele, mas eu ainda não a testei.)

Eu gostaria muito de poder recomendar o Guitar Pro aqui, mas não gostei muito dele porque não é possível editar o que é feito no Desktop e a edição nele não é muito legal, além de ter alguns problemas na interface e ser muito caro pelo que fornece (espero que isso mude pois gosto muito da versão Desktop).

Bacana, mas prefiro tocar com acompanhamentos

Então esqueça de comprar aquele engradado de suco de cevada fermentada e dê uma olhada no magnífico iReal Pro. É uma solução genial para a criação de play alongs: escolha a métrica, os acordes, o ritmo, os instrumentos e ponha pra tocar. Se você não tiver saco pra isso, basta entrar no fórum pelo próprio aplicativo e baixar as músicas prontas. É uma excelente ferramenta, tanto de trabalho como de estudo e, claro, diversão!

Caso queira algo mais simples, experimente o Chord Bot. Ele tem uma interface muito intuitiva e é bem simples e prático montar acompanhamentos com ele, sem contar que ele tem um modo de criação de acompanhamentos bem interessante. Não diria que ele é um concorrente do iReal Pro e, sim, uma opção com menos funcionalidades e, claro, menor preço.

Então dê uma chance ao Chord!, não custará mais do que uma dose de cachaça (das boas, por favor). Esse aplicativo vai além de um simples dicionário de acordes e pode, inclusive, sugerir escalas para determinados conjuntos de notas que você escolher. E a interface dele é maravilhosa, principalmente em tablets.

Ah! E ele consegue montar acordes para praticamente qualquer coisa com um braço e algumas cordas. É realmente uma boa tê-lo no seu robozinho (mesmo que seja a versão grátis).

Também acho! E a solução pra isso é o versátil Maple Player (que conta com uma versão separada para o Jelly Bean). O grande barato desse aplicativo é a possibilidade de modificar a altura do som sem modificar a velocidade da música (e o contrário também). Com isso, pode-se facilmente alterar aquela afinação em bemol para a padrão com um mero toque de dedo. O aplicativo também conta com alguns outros truques (como equalização), mas os mais significativos são, sem dúvida, os que mencionei.

... e colocar o Darth Vader pra cantar Sultans Of Swing nele faz valer o download!